Google+ Followers

sábado, 6 de setembro de 2014

OS BANHOS COM ERVAS


OS BANHOS MEDICINAIS NO TRATAMENTO DAS DOENCAS PSICOSSOMÁTICAS

 

 

As nossas avós  estavam sempre cuidando da saúde da família com chás, escalda pés ou um banho com ervas para tratar as enfermidades. As terapias dos chás e dos banhos são milenares e bem tradicionais em diversos países e regiões do Brasil. Hoje no século 21 são os Fitoterapeutas  que orientam uso das plantas para equilibrar a saúde física e mental, tendo como base teórica a Medicina Tradicional Chinesa, Medicina  Indiana , a cultura popular Brasileira e os estudos Farmacológicos das plantas e sua atuação fitoenergética no ser humano. É necessário que seja feita uma avaliação com um Fitoterapeuta que colherá informações dentro dos critérios da Filosofia Holística (ver ser humano como um todo) observando sua história de vida ,  o que come, como se  sente em relação a sua energia vital desde a hora que acorda até a hora de dormir , faz a leitura  da Iris dos olhos para observar  as toxinas, analisa o mapa da língua para identificar as deficiência energéticas dos órgãos e vísceras faz Radiestesia para verificar os desequilíbrios dos Centros Energéticos . Essa avaliação é fundamental para que o fitoterapeuta possa indicar o tratamento com a erva adequada às suas necessidades.

          Um tratamento com chás e banhos realizado em paralelo aos tratamentos médicos convencionais, pode criar resultados maravilhosos, com efeitos significativos, criando bem estar em todos os aspectos do indivíduo: físico, emocional, mental e espiritual.

          O tratamento com a energia das plantas não anula a percepção de realidade, mas fortalece a essência vital do ser humano despertando-lhe a confiança para evoluir no seu mundo de emoções e sentimentos, enfrentando e vencendo desafios dessa realidade. Esse conjunto de qualidades cria na pessoa um estado de espirito de proteção e paz, adjetivos mais do que interessantes, para que possa existir crescimento pessoal, evolução, bem estar e a cura natural a qual todos temos direito, sem mistérios e sem complicações.

         As plantas e o reino vegetal em todo seu contexto grande capacidade de nos oferecer energia, um tipo de vibração que é rapidamente assimilado pela aura de todos os seres vivos. As plantas têm a capacidade de armazenar um padrão de energia sutil e superior, tornando os vegetais verdadeiros enviados de Deus, perfeitos veículos de manifestação da consciência divina (Gimenes,2010).  Fazer um chá e um banho de erva para harmonizar a energia do sono é mais saudável que ficar se sobrecarregando o corpo com alternativas que podem trazer diversos efeitos colaterais. Os banhos com ervas são fáceis de preparar e tem sua ação rápida

·         Camomila =Matricária camomila Hill=sedativa, cicatrizante, antialérgica, anti-inflamatória, indicada como relaxante muscular , elimina o estresse emocional e acalma em caso de nervosismo e hiperatividade . (chás e banhos)

·         Alecrim-  Rosmarinus officinalis L. antireumática, analgésica, bactericida e fungicida, seu banho protege a pele de insetos, fortalece a energia do pulmão e coração. Estimula a energia vital trazendo uma alegria harmônica, indicado nas crises existenciais ou de identidade. (Chás e banhos).

·         Sabugueiro= flor – Sambucus nigra L.= analgésico,para dores crônicas e nevrálgicas, gripes e resfriados. Além de ser calmante e bom para insônia, melhora a sociabilidade. (Chás e banhos)

  Todos os banhos com ervas devem ser feitos após o banho convencional, já com a pessoa limpa e sempre acompanhados de óleos aromáticos. Para realizar o banho basta ferver água, na quantidade necessária para tomar um banho, mínimo de 1 litro, e depois acrescentar a erva, ou as ervas, se for uma infusão e tampar. Aguarde de 10 a 20 minutos para que a erva solte seus nutrientes e princípios ativos na água e deixe esfriar até que fique uma temperatura agradável.

Lívia Medeiros  Especialista em Fitoterapia Chinesa/ Bióloga/ Psicanalista Clínica ,Terapeuta Holística. 75- 3623 0445/ 8843 2601

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário